10 julho 2012

Descobrindo novos amores


Tenho tido sorte nos últimos anos... Descobri vários amores adormecidos ou reprimidos dentro de mim e que me trouxeram e ainda trazem imensas alegrias: a dança e a luta, mais especificamente, o muay thai. Da dança precisarei abdicar por algum tempo, infelizmente... mas com a certeza que assim que puder retornarei. E, como é sempre com Neruda que celebro minhas dores e felicidades, desta vez não seria diferente, não será diferente. Uma celebração aos meus dois amores!!!!!!!!!



PODERES

Talvez o amor restitui um cristal quebrantado no fundo
do ser, um sal espargido e perdido
e aparece entre sangue e silêncio como a criatura
o poder que não impera senão dentro do gozo e da alma
e assim neste equilíbrio poderia fundar uma abelha
ou encerrar as conquistas de todos os tempos em uma papoula,
porque assim de infinito é não amar e esperar à beira de um riacho redondo
e assim são transmutados os vínculos no mínimo reino recém-descoberto.




O CANTO

A torre do pão, a estrutura que o arco constrói na altura
com a melodia elevando sua fértil firmeza
e a pétala dura do canto crescendo na rosa,
assim tua presença e tua ausência e o peso de tua cabeleira,
o fresco calor do teu corpo de aveia na cama,
a pele vitoriosa que tua primavera dispôs ao lado
de meu coração que golpeava na pedra do muro,
o firme contato de trigo e de ouro de teus ensolarados quadris,

tua voz derramando doçura selvagem como uma cascata,
tua boca que amou a pressão dos meus beijos tardios,
foi como se o dia e a noite cortassem seu nó mostrando entreaberta
a porta que une e separa a luz da sombra
e pela abertura assomasse o distante domínio
que o homem buscava furando a pedra, a sombra, o vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GAROTA DE OUTONO

GAROTA DE OUTONO

Por um 2010 mais romântico!

Loading...