28 dezembro 2008

Saldo de 2008



Alright

Twenty days and I needed a sign
I tried to tell you that the woman is blind
You can say whatever you want to say

While you were shining she was ready to glow
While you were running she was moving too slow
And when you stayed she was ready to go

And I know and I know
I know what to know but all you needed was to say good bye
And I say and I say
I say and I pray cause this love will never walk away

Cause I... I'll do anything to make you feel that it's alright
The world is on my side
And I... I'll do anything to make you see that it's alright
Now it's not too late to set the fire on fire

Twenty nights and I needed you so
Tried to tell you what you wanted to know
They left me in the haze for the chase

When I shined you were ready to glow
When I ran you were moving too slow
When I stayed you were ready to go

And I know and I know
I know what to know but all you wanted was to say good bye
And I say and I say
I say and I pray cause this love will never walk away

Cause I... I'll do anything to make you feel that it's alright
The world is on my side
And I... I'll do anything to make you see that it's alright
Now it's not too late to set the fire on fire

And I know and I know
I know what to know but all you wanted was to say good bye
And I say and I say
I say and I pray cause this love will never walk away

And I... I'll do anything to make you feel that it's alright
The world is on my side

The Lost Patrol



Bem, o ano está acabando e meu saldo final é 0.
Alguns encontros, alguns desencontros.
Pelo menos houve um retorno importante e no começo de 2009 haverá uma chegada importante (Carol, se você ler isto, é de você que estou falando mesmo)!!
O ano foi bom mas não foi muito romântico, digamos que tenha sido produtivo mas não romântico.
O bom é que eu estive sempre disponível e aproveitei e curti muito. Estive bastante sozinha e bastante acompanhada. Porém como passarei o Reveillon sem aquela companhia que esperava encontrar, o saldo é nulo.
No entanto não desistirei. Acho que nem Deus sabe o motivo pelo qual sou tão persistente. Mas todos sabem que evolui muito e sempre me divirto muito.
O fato é que a cada tentativa minhas chances de acertar aumentam. Então é isso aí.
Até o próximo ano, espero que sejamos cada vez mais conscientes, felizes e que possamos mudar o mundo de alguma forma.
E, claro, que sejamos bem sucedidos financeiramente e no amor também.
Feliz Ano Novo!!!!!!!!
A batalha continua!




200 Reasons Why

I remember all the little things
My hands through your hair
And the way your fingers touched me
To let me know that you were there
I get off on these silly things
Like the way that you smile
To see that sparkle in your eye
Is enough to make me go blind

Oh yeah! -- that's what I said
Oh my! -- one more time
The little things
The big things in life
Oh yeah! -- just a little bit louder
Oh my! -- yeah!
The little things
The big things in life

I remember the way you undressed me
The way you lead me to the bed
Still feel the taste of your kiss
And the sweetness of everything else
I could go on for hours
Telling you the reasons why
I already wrote you a list
That you can look on from time to time

Oh yeah! -- yeah my sweet!
Oh my! -- my, my, baby!
The little things
The big things in life
Oh yeah! -- one more time
Oh my! -- yeah!
The little things
The big things in life
Hey!

Oh, oh, oh, the little things
I can remember everything
Every whisper & every breath
Everything you ever said
Oh, oh, oh, the little things
That you gave to me
Just as sure as the setting sun
You can never take it away from me
Just as sure as the setting sun
You can never take it away from me

The Lost Patrol



Agora, Neruda... que eu amo... e não poderia ser diferente, afinal o blog não se chama Crepusculário por acaso!!!

A MATILDE URRUTIA

Senhora minha muito amada, grande padecimento tive ao escrever-te estes malchamados sonetos e bastante me doeram e custaram mas a alegria de oferecê-los a ti é maior que uma campina. Ao propô-lo bem sabia que ao costado de cada um, por afeição eletiva e elegância, os poetas de todo o tempo alinharam rimas que soaram como prataria, cristal ou canhonaço. Eu, com muita humildade, fiz estes sonetos de madeira, dei-lhes o som desta opaca e pura substância e assim devem alcançar teus ouvidos. Tu e eu caminhando por bosques e areais, por lagos perdidos, por cinzentas latitudes recolhemos fragmentos de pau puro, de lenhos submetidos ao vaivém da água e da intempérie. De tais suavíssimos vestígios construí com machado, faca, canivete estes madeirames de amor e edifiquei pequenas casas de quatorze tábuas para que nelas vivam teus olhos que adoro e canto. Assim estabelecidas minhas razões de amor te entrego esta centúria: sonetos de madeira que só se levantaram porque lhes deste a vida.



Pablo Neruda

O teu riso

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe ao céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, nos momentos
mais escuros solta
o teu riso e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso
será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

À beira do mar, no outono,
teu riso deve erguer
sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero teu riso como
a flor que esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
tortas da ilha,
ri-te deste grosseiro
rapaz que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando meus passos vão,
quando voltam meus passos,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.

Pablo Neruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GAROTA DE OUTONO

GAROTA DE OUTONO

Por um 2010 mais romântico!

Loading...